Contabilidade especializada para abertura de e-commerce em Brasília

contabilidade- abertucontabilidade- abertura-de-ecommercera-de-ecommerce

Contabilidade especializada para abertura de e-commerce em Brasília

A abertura de um e-commerce é um processo que vem se tornando cada vez mais importante à medida que a sociedade evolui em direção ao meio digital. Por mais que dar início a esse tipo de comércio tenha etapas mais simples do que no caso de uma loja física, ainda há uma série de obrigações com as quais é preciso lidar.

 

Por conta disso, contratar uma contabilidade especializada pode ser a melhor opção para o seu negócio virtual. Passando por todas as etapas com mais eficiência, precisão e segurança, sua empresa tem mais chances de dar início às operações positivamente e começar a dar lucro o mais rápido possível.

 

Se você é de Brasília e quer abrir um comércio digital, é preciso saber não apenas das especificidades jurídicas desse tipo de atividade, mas também dos detalhes sobre abertura de CNPJ no Distrito Federal, cuja legislação opera de maneira diferente de outras unidades federativas.

 

Neste artigo explicaremos a importância de uma contabilidade especializada para a abertura de e-commerce, além de tratar de todas as maneiras que essa solução pode ajudar os empresários de Brasília. Siga com a gente e tenha uma boa leitura!

O que é um e-commerce e como ele funciona?

Um comércio virtual opera como um canal de compra e venda de produtos, que podem ou não ser comercializados também em lojas físicas. Todas as etapas se dão digitalmente, simplificando os processos tanto para o comerciante quanto para o consumidor.

 

Em 2021, a cada quatro pessoas, três preferem fazer compras pela internet sem precisar sair de casa. Só durante a pandemia a modalidade cresceu em 18% e a tendência é que, mesmo com a reabertura dos comércios físicos, os e-commerces permaneçam em alta, já que oferecem produtos, preços e facilidades que muitas lojas de rua e shopping não possuem.

 

Agora que você já sabe o que é um e-commerce, vamos explicar agora o que é preciso saber para abrir uma empresa dessa modalidade em Brasília. Veja a seguir!

Como realizar a abertura de um e-commerce em Brasília?

As opções para abrir um e-commerce dependem da dimensão que você projeta para o seu negócio. Se seu objetivo inicial é começar de forma simples, com baixo investimento, e estimular o crescimento da sua empresa à medida que ela se prove ser rentável. 

 

Neste sentido, pode ser uma boa ideia começar como Microempreendedor Individual (MEI). Confira as características desse tipo de negócio a seguir em nossos próximos tópicos. 

 

Leia também: Passo a passo para emitir nota fiscal para seu e-commerce em Brasília.

E-commerce e MEI: o que é preciso fazer?

O processo de registro de MEI é bem simples. O objetivo desse modelo é justamente simplificar a vida de pequenos empreendedores que querem regularizar seus negócios. 

 

Por isso, essa natureza jurídica possui uma série de vantagens, assim como algumas restrições. Pelo Portal do Empreendedor você pode começar fazendo seu registro e emitindo seu CNPJ, certificando-se primeiro se sua modalidade de comércio se enquadra na lista de atividades permitidas pelo MEI.

 

O microempreendedor individual passa a poder emitir notas fiscais, recolher aposentadoria e uma série de benefícios trabalhistas usuais. 

 

O MEI deve ficar atento, porém, ao seu limite de faturamento. Em um ano, sua receita não pode ultrapassar R$ 81 mil (média de R$ 6.750 por mês), ou sua empresa pode ser desenquadrada do regime e se tornar irregular. 

 

Um MEI também só pode contratar um máximo de um funcionário, que deve receber salário mínimo ou equivalente ao piso de sua categoria.

 

Se você pretende contratar uma equipe mais numerosa, ou se almeja que seu faturamento imediato seja superior a esse, dado o valor dos produtos que vai comercializar, precisa pensar em outro modelo para abrir seu e-commerce. 

 

Um contador especializado pode te ajudar a avaliar se sua melhor opção é realmente o MEI ou se é melhor criar uma microempresa (ME)

E-commerce e microempresa: quais são os passos?

É preciso saber, inicialmente, que mesmo que sua empresa seja um comércio 100% virtual, você precisa ter um endereço físico para fazer seu registro. 

 

Tendo isso e todos seus documentos pessoais em mãos, o primeiro passo é assegurar a viabilidade da sua ME com a Junta Comercial do Distrito Federal (Jucis-DF). A função da junta normalmente seria verificar a viabilidade do endereço fornecido para a atividade que você executará. Como se trata de um e-commerce, não há empecilhos nesta etapa.

 

Agora que tem autorização para atuar, você precisa preencher o Documento Básico de Entrada (DBE) e solicitar o registro na Receita Federal. Obtendo o registro e entregando os documentos de volta na Jucis, em breve seus dados cadastrais estarão no ar e seu CNPJ será gerado.

 

A última etapa é obter o licenciamento de atividades. Esta etapa, em outros lugares do Brasil, seria feita na Prefeitura, mas em Brasília ela é feita junto ao Governo Distrital. 

 

Neste passo, é preciso receber do governo a autorização para executar suas atividades, o chamado “alvará”. Novamente, mesmo que sua loja seja virtual, seu endereço físico precisa de autorização para “operar”.

 

É importante lembrar que todo esse processo pode ser extremamente complexo e a ajuda de uma contabilidade especializada pode te ajudar a verificar seus documentos e evitar todo tipo de retrabalho. 

 

Um contador pode também avaliar as opções de natureza jurídica para registrar seu CNPJ e orientar sobre as mais adequadas para seu e-commerce.

 

Leia mais: Assessoria fiscal e tributária em Brasília – entenda a importância.

Registro de marca e domínio

Seu passo seguinte deve ser a criação de uma identidade visual, logomarca, nome e tudo que diz respeito à face do seu e-commerce.

 

Tendo isso em mãos, é preciso fazer o registro da marca. O Guia Básico do site da Receita Federal é de grande ajuda para esta etapa, que pode carecer de uma taxa de consulta e uma taxa de registro.

 

Lembre-se de consultar sua contabilidade especializada para verificar os melhores preços para cada uma das taxas, já que os valores podem variar em localizações diferentes.

 

Em seguida, o passo mais importante do seu empreendimento é o registro do domínio. Isso porque seu e-commerce não é nada sem seu site, certo? 

 

Invista em sua plataforma e torne-a simples, amigável com o consumidor e livre de erros. Consulte seu contador para saber as melhores opções de registro e para obter ajuda na avaliação dos serviços de criação de site.

 

Uma contabilidade especializada é essencial também para ajudar na precificação dos seus produtos. Sem um preço competitivo, é impossível se destacar no mercado e gerar receita, mas é preciso defini-los da maneira certa para também não acabar perdendo dinheiro com as vendas. 

 

Um contador experiente pode agilizar esse processo e achar o preço ideal para maximizar seu lucro!

Contrate um serviço de contabilidade especializada em Brasília

Abrir um e-commerce em Brasília pode ser um processo duro, cheio de burocracias e preocupações financeiras. A melhor solução, realmente, é obter a ajuda especializada de um contador experiente, que pode te orientar sobre o mercado, a viabilidade do seu negócio e todas as etapas de abertura de uma empresa.

 

Conheça então a Mercantil Assessoria Contábil! Nossa empresa é referência em serviços prestados e buscamos levar tranquilidade, segurança financeira e uma diferença positiva para o seu empreendimento. Desta forma, você tem uma série de preocupações a menos para gerir seu negócio.

 

Curtiu o conteúdo? Aproveite também para seguir nossas redes sociais e acompanhar nosso blog para mais artigos como este! Continue lendo: Empreendedorismo digital – como criar um negócio digital?

Nenhum comentário

Postar um comentário