Não Declarei meu Imposto de Renda, o que fazer?

nao-declarei-meu-imposto-de-renda-mercantil

Não Declarei meu Imposto de Renda, o que fazer?

Não declarei meu Imposto de Renda” é uma das frases mais ouvidas nos dias após a declaração do Imposto de Renda à Receita Federal.

 

A declaração do Imposto de Renda estava prevista, no início do ano, para o dia 30 de abril. No entanto, com a chegada da pandemia do coronavírus, houve um adiamento de 60 dias, passando a declaração para o dia 30 de Junho.

 

Desse modo, muitos contribuintes acabam deixando a data passar, precisando lidar agora com algumas consequências. Sim, caso não declare o Imposto de Renda, o declarante está sujeito à multas.

 

Portanto, preparamos este artigo com o intuito de responder a pergunta inicial: “não declarei meu Imposto de Renda: o que fazer?” O que você acha de descobrir quais as consequências agora mesmo?

 

Continue acompanhando o nosso artigo para entender melhor o que pode acontecer caso uma pessoa não declare o seu Imposto de Renda. Vamos lá?

 

Não declarei meu Imposto de Renda, e agora?

Como você já deve saber, existem algumas situações que tornam uma pessoa obrigada a declarar o Imposto de Renda para a Receita Federal.

 

Aproveite o assunto para entender melhor sobre Como saber se eu sou obrigado a declarar Imposto de Renda?

 

Desse modo, a primeira consequência quando uma pessoa se esquece e acaba perdendo o prazo para a declaração será no seu Cadastro de Pessoa Física (CPF). Ou seja, o declarante terá que conviver com o seu CPF em situação irregular.

 

Sendo assim, um CPF irregular terá que lidar com algumas consequências, as quais você vai conhecer agora mesmo! Veja a seguir o que acontece com uma pessoa enquadrada neste contexto:

 

  • Não pode solicitar empréstimos;
  • Fica impossibilitada de comprar a prazo em lojas;
  • Não pode obter certidão negativa tanto para vender quanto para alugar um imóvel;
  • A pessoa não pode tirar passaporte ou sair do país;
  • Fica impedida de prestar concursos públicos;
  • Corre o risco de ficar com a sua movimentação bancária comprometida.

 

Viu como o contribuinte pode encontrar diversos problemas com a frase “não declarei meu Imposto de Renda”? Contudo, engana-se quem pensa que as consequências param por aí. Ainda existem alguns problemas financeiros também.

 

Portanto, continue acompanhando para descobrir mais algumas das consequências por trás da não declaração do Imposto de Renda. Confira a seguir!

 

Outras consequências da não declaração do IR

As consequências da não declaração do Imposto de Renda podem acabar pesando no bolso dos declarantes. Isto é, ele está sujeito à lidar com multas.

 

Dessa maneira, a principal consequência se apresenta como uma multa de 1% ao mês, que incide sobre o valor total do imposto que é devido. Inclusive, nos casos de impostos que precisam ser restituídos, o não pagamento da multa pode resultar no seu desconto no valor que deve ser recebido.

 

O valor da multa paga pelos contribuintes é de, no mínimo, R$ 165,74. Logo, ela está sujeita à sofrer alterações com o tempo. É importante lembrar que ela pode chegar em até 20% do valor do imposto devido.

 

Ou seja, deixar de declarar o seu Imposto de Renda pode não ser uma boa ideia. Afinal de contas, ninguém gosta de pagar multas, não é mesmo?

 

Contudo, quando uma pessoa esquece de declarar o Imposto de Renda e paga a multa, ela precisa declarar depois? Descubra a resposta para essa pergunta a seguir. Vamos lá?

 

E depois de ter pagado a multa?

Considerando o contexto acima, no qual o declarante não declarou o seu Imposto de Renda e recebeu uma multa, o que fazer depois do seu pagamento?

 

Antes de explicar os próximos passos, é fundamental entender que o pagamento da multa não elimina a necessidade de passar pela declaração. Afinal de contas, é necessário declarar para que seja possível gerar o DARF.

 

Desse modo, após o período de entregas da declaração do Imposto de Renda, a Receita Federal volta a receber declarações. Deve-se então, em primeiro lugar, baixar o programa IRPF, disponível no próprio site da Receita.

 

Feita a declaração, o declarante vai receber um alerta o notificando sobre o lançamento da sua multa. O que nos leva para o nosso próximo passo, o seu pagamento.

 

Sendo assim, o prazo para o pagamento é de 30 depois da remessa de informações da Receita Federal. Quem perder o prazo e acabar atrasando, terá que lidar com juros, o que incide em um valor maior.

 

Portanto, é de extrema importância entregar a declaração do Imposto de Renda dentro do prazo, evitando assim maiores complicações.

 

O que você achou do nosso artigo sobre “Não Declarei meu Imposto de Renda”? Para mais conteúdos assim, acesse o nosso blog e leia! Confira também Dicas para um plano financeiro para o prestador de serviço.

 

Nenhum comentário

Postar um comentário