Mercantil Assessoria Contábil

planejamento-tributario-em-startps

Planejamento Tributário em startups: o que todo empreendedor precisa saber

Independente do tipo de empresa, a tributação que incide sobre as empresas é sempre motivo de preocupação dos empresários. Isso se dá pelo fato de que o Brasil possui uma das maiores cargas tributárias do mundo, com uma alíquota que, em média, é de 34%. E nas startups isso não é diferente. 

Dessa maneira, ao negligenciar esse aspecto da gestão empresarial é possível que a empresa pague mais impostos que o necessário, colocando a sua saúde financeira em risco. 

Essa necessidade é evidenciada no caso das startups, que têm como característica buscar um crescimento rápido e com baixo custo. Nesse sentido, o planejamento tributário em startups é uma ferramenta crucial que auxilia o empresário no controle e diminuição de seus custos tributários.

Pensando nisso, nossos profissionais prepararam esse artigo com tudo o que você precisa saber sobre essa estratégia contábil.

Tenha uma boa leitura!

O que é um planejamento tributário em startups e qual sua relevância?

O planejamento tributário em startups ou em qualquer outra empresa é uma estratégia que tem como principal foco o controle e a gestão dos tributos de uma empresa de forma legal. 

Também conhecido como elisão fiscal, esse instrumento tem como principal foco a diminuição da carga tributária da empresa, se utilizando dos mecanismos da própria legislação brasileira. 

Um fato importante é que a elisão fiscal não pode ser confundida com a evasão fiscal, que nada mais é do que a sonegação de impostos, sendo este um crime grave com duras sanções para quem o pratica.

Esse é um serviço muito importante porque além de garantir a economia em tributos, também faz com que a empresa esteja em dia com todas as suas obrigações, contribuindo para que se tenha uma boa gestão. 

Esse é um fato extremamente importante no que diz respeito ao planejamento tributário em startups, visto que hoje no Brasil cerca de 48% das empresas fecham em até três anos, tendo como uma das principais razões para isso a falta de uma gestão assertiva.

Agora que você já sabe o que é um planejamento tributário em startups, continue nesse artigo e descubra como ele é feito.

Continue a leitura: Gestão Tributária: entenda sua função e como implementá-la.

Como fazer um planejamento tributário em startups?

Um planejamento tributário em startups é construído a partir de um estudo sobre diversos aspectos financeiros, estruturais e organizacionais da sua empresa, e exige um conhecimento sobre uma série de dispositivos legais. 

Dessa forma, é crucial que ele seja feito com o apoio de um profissional contábil, dessa forma, você terá uma estratégia de elisão fiscal sólida em sua startup, contribuindo para o seu crescimento. 

No entanto, mesmo com o suporte contábil, o empreendedor deve entender como ela é feita para se certificar de que seus processos estão sendo implementados corretamente. 

Veja a seguir os principais passos adotados na elaboração de planejamento tributário em startups.

Escolha do regime tributário

O principal aspecto que afeta a incidência dos tributos nas empresas é o seu regime tributário. Esse é o sistema da legislação que define como é feito o recolhimento de obrigações fiscais, suas alíquotas e seus prazos.

Escolher um regime tributário que não compreende a realidade da empresa pode gerar dores de cabeça e afetar o financeiro do seu negócio. 

Essa escolha deve considerar uma série de aspectos importantes como o modelo societário, porte empresarial, receita e atividade exercida. 

Assim, a partir desse estudo o empresário poderá escolher dentre os três regimes do país:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Real;
  • Lucro Presumido.

Adequação de CNAE

O CNAE é a sigla para Classificação Nacional de Atividade Econômicas. É um código que indica quais são as ocupações exercidas pela empresa. Ele é composto por 7 números que representam uma informação relacionada ao seu negócio, sendo:

  • Seção;
  • Divisão;
  • Grupo;
  • Classe;
  • Subclasse.

O CNAE pode influenciar no pagamento de alguns tributos específicos, a depender das atividades exercidas pelo seu negócio. 

Elaboração de um calendário tributário

Para evitar problemas com o Fisco, além de pagar os tributos é necessário pagá-los no momento correto. Outro importante estratégia utilizada na hora da montagem de um planejamento tributário em startups é a elaboração de um calendário tributário.

Dessa forma,  o empresário tem discriminado todas as suas obrigações tributárias e quando elas devem ser pagas, facilitando a sua quitação. 

Busca por incentivos fiscais

Ainda, é possível diminuir os impostos pagos a partir do enquadramento em uma série de incentivos fiscais que oferecem desconto ou até mesmo isenção em uma série de impostos. 

Agora que você já sabe como planejamento tributário em startups, conte com o suporte especializado na implementação em sua startup.

https://mercantilbsb.com.br/contato-de-contabilidade-em-brasilia/

Conte com o auxílio da Mercantil Contabilidade!

Deseja implementar o planejamento tributário em startups, conte com o suporte especializado da Mercantil Assessoria Contábil!

Somos uma contabilidade que tem como principal foco oferecer serviços contábeis de qualidade e de forma competitiva. Nossa administração é voltada para o estudo e aperfeiçoamento de modo a oferecer as melhores soluções para o seu negócio.

Entre em contato e converse com nossos consultores! Gostou do conteúdo e quer ler mais? Acesse nosso blog e nossas redes sociais.

Leia Mais: Legalização de empresas de saúde: por onde começar?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *