Saúde financeira da empresa: 5 dicas para manter!

saude-financeira-da-empresa

Saúde financeira da empresa: 5 dicas para manter!

Fazer com que uma empresa alcance seus objetivos passa, necessariamente, por como está sua saúde financeira

 

Em alta, esse indicador pode significar que seu negócio está no caminho correto para a lucratividade. Por outro lado, quando em baixa, isso deve acender a luz vermelha para sinalizar a necessidade de mudanças. 

 

Visto isso, é perceptível o quanto o indicador referente à saúde financeira da empresa é fundamental para o crescimento de um negócio. 

 

Justamente por essa importância detalharemos cinco dicas essenciais para que você possa manter a saúde financeira da sua empresa em alta. Leia o conteúdo desse artigo com atenção e aprenda como os hábitos por trás disso são indispensáveis na gestão empresarial. Então, vamos lá?

 

Importância em manter a saúde financeira da empresa

Como afirmamos na introdução deste texto, a saúde financeira da empresa é fundamental para que o negócio cresça e se desenvolva sustentavelmente. 

 

Por mais que manter uma empresa saudável financeiramente é extremamente importante para que ela atinja seus objetivos, existem práticas simples que tornam isso possível. Principalmente, considerando que a gestão empresarial conta com diversas burocracias e complexidades, desde a alta carga tributária à gestão eficiente de pessoas. 

 

Então, sem mais delongas, vamos às cinco principais dicas que separamos que você pode pôr em prática com o intuito de manter a saúde financeira da sua empresa. 

Cinco dicas para manter a saúde financeira do seu negócio

1-Faça o controle financeiro periodicamente

O peso dessa dica a coloca como a primeira nessa lista, e provavelmente em qualquer outra que aborda esse tema. Fazer o controle financeiro de forma periódica é fundamental para que o empresário saiba como o dinheiro está entrando e saindo. 

 

Tudo isso deve ser muito bem registrado e revisado. Sejam as entradas decorrentes de pequenas vendas ou de despesas baixas. Um controle eficiente precisa ter todas essas informações, nada pode faltar. 

 

Analise os gastos variáveis e fixos para entender quais podem ser reduzidos ou até eliminados. Isso é importante para que, mais na frente, a sua empresa consiga colher frutos positivos e maximizar sua lucratividade, o que ajuda a manter a saúde financeira

 

É necessário que, dentro desse controle, haja um calendário financeiro com as datas de pagamento (de funcionários, fornecedores, contas, etc) e as entradas futuras, como valores a receber oriundos das vendas feitas pelas máquinas de cartão. 

 

Desse modo, você terá uma noção prévia, por exemplo, de quando devem ser efetuados determinados pagamentos, evitando atrasos e, consequentemente, juros e multas.

 

Leia mais: Diagnóstico empresarial: como a Mercantil atua no seu negócio.

2-Tenha uma gestão sobre o fluxo de caixa eficiente

Para que o controle financeiro seja feito de maneira assertiva é fundamental que haja uma gestão sobre o fluxo de caixa eficiente. É esse procedimento que fará com que você saiba detalhadamente o que está entrando e saindo, ou seja, as receitas e despesas.

 

Entenda tudo que está sendo movimentado dentro desse processo para que consiga atingir reduções de custos significativas e ter visão clara sobre o que está rendendo positivamente em questão de vendas.

3-Mantenha um capital de giro

Muitos empresários conseguem alcançar bons resultados iniciais no negócio. Isso é ótimo, certo? No entanto, acreditar veementemente que a empresa se manterá sempre em alta pode ser justamente o motivo pelo qual era pode regredir.

 

Ter boas perspectivas e ser positivo quanto a elas é maravilhoso, mas é necessário estar preparado para momentos de baixa, como crises. O principal e mais recente exemplo, considerando as últimas décadas, é a pandemia do Covid-19, que fez com que muitas empresas fechassem por falta de saúde financeira ou outros motivos.

 

Isso muitas vezes pode ser evitado ao se ter um bom capital de giro, que é a soma dos recursos disponíveis para fazer com que a empresa continue operando. 

 

Entendendo quanto sua empresa demanda financeiramente para cobrir os gastos, pode se ter uma noção dos valores que ela precisa ter em caixa caso passe por eventualidades. 

 

Além disso, o capital de giro serve para que você consiga permitir que seus clientes comprem de forma parcelada, além de tornar possível a realização de ajustes operacionais, investimentos em marketing, etc.

4-Não misture as contas de pessoa física com jurídica

A sua conta pessoal nunca deve ser misturada com a da sua empresa. Ou seja, você não pode pegar um dinheiro do caixa para pagar algo pessoal. 

 

O contrário deve ser evitado, mas quando acontecer, tenha isso como investimento ou até mesmo um empréstimo e registre essa transação. 

 

Sua empresa deve ter uma conta PJ, o que serve para que ela consiga linhas de crédito com juros baixos, por exemplo. Já você, enquanto sócio, deve ter um pró-labore (que é o salário operacional do proprietário) e fazer a retirada financeira quando houver a real distribuição de lucros. 

5-Faça previsões de como serão os cenários futuros

Não precisa ser vidente para antever determinadas eventualidades que possam vir a ocorrer com sua empresa. Para isso, basta analisar periodicamente alguns indicadores, como balanço financeiro, liquidez corrente, EBITDA, margem de lucro e contribuição, etc. 

 

Eles são fundamentais para que você tenha uma noção de onde sua organização está e também qual será o destino do caminho que ela tem tomado. 

 

Obviamente, como já falamos, muitos inoportunos ou ações de sorte inesperadas podem vir a acontecer. Então, foque no que você pode prever, mas sempre bem preparado para tais surpresas.

 

Essencialmente, a saúde financeira é um indicador que diz respeito à capacidade de uma empresa se sustentar a longo prazo e conseguir resistir a quedas bruscas na sua receita. Por isso, para manter sua empresa financeiramente saudável, é importante elevar sua capacidade de prever cenários econômicos ruins.

Dica bônus: contrate uma contabilidade  

Um outro fator importante para manter a saúde financeira da sua empresa é a contratação de uma contabilidade. Ela será seu braço direito quanto a questões financeiras, inclusive de cunho fiscal e tributário. 

 

Ter uma contabilidade que esteja ao seu lado te ajuda a superar o burocrático sistema tributário brasileiro que também é altamente oneroso. Tudo isso é feito por meio da elaboração de um planejamento tributário capaz de reduzir legalmente os impostos que recaem sobre seu negócio. 

 

Mas, obviamente, é importante que essa contabilidade tenha profissionais qualificados e preparados para te ajudar. Isso você encontra na Mercantil Assessoria Contábil!

 

Temos colaboradores com experiência máxima para te ajudar a passar por todos esses trâmites e alcançar um desenvolvimento financeiro saudável. Para isso, entre em contato conosco e conheça nossas soluções. 

 

Não deixe também de acessar o nosso blog e conferir todos os nossos conteúdos sobre esse assunto. Em nossas redes sociais, você também pode acompanhar mais dicas. 

 

Continue sua leitura: Quanto custa abrir uma empresa em Brasília? Entenda o passo a passo

Nenhum comentário

Postar um comentário